Site Autárquico de São Brás de Alportel

Início |terça-feira, 24 de abril de 2018 | Mapa do Site | Adicionar aos favoritos |
-a +A
Mapa

Iniciativas

Portal da Criança - CPCJRecriação hirtórica - CentenárioFeira da SerraDocumentar São Brás

Parques

Parque da Fonte Férrea

  • Parque da Azinheira Património
    Parque da Azinheira Património

    Em São Brás de Alportel, no topo da Rua Serpa Pinto, perto da Rotunda da EN2, encontra o Parque da Azinheira Património, onde pode desfrutar de um agradável espaço de lazer, à sombra de uma das mais maravilhosas árvores património da região.

    A Azinheira de Alportel é, desde 1942, uma árvore de interesse público, sendo considerada uma das mais imponentes azinheiras do país.
    Devido ao seu porte fora do comum foi-lhe atribuída a classificação de Árvore de Interesse Público por Decreto publicado no Diário de Governo de 6 de Novembro de 1942.

    Características morfológicas:
    > 4,10m de perímetro (à altura do peito)
    > 25m de diâmetro da copa,
    > 15m de altura

    Azinheira (Quercus illex)
    A azinheira pertence à Família das Fagaceas. Trata-se de uma espécie com grande dispersão pela Bacia do Mediterrâneo, desde Portugal até ao Cáucaso, constituindo inúmeras variedades ou subespécies, algo diferentes umas das outras.

    Na Península Ibérica domina a Quercus illex subsp. Rotundifolia, ou seja a azinheira de bolota doce, que até há poucos anos constituía uma grande riqueza para a engorda de porcos nas regiões do interior.
    A azinheira encontra-se distribuída de Norte a Sul de Portugal, ocupando uma área de 55.000 hectares, desde o litoral algarvio até às montanhas de Trás-os-Montes, a altitudes elevadas.
    No Algarve, a azinheira era a árvore mais abundante no bosque primitivo do Barrocal, pese embora também povoasse a zona da Serra.

    Actualmente, existem poucos exemplares na região devido à acção antropogénica.
    É uma espécie bem adaptada ao calor e à secura mas sensível ao frio. As folhas desta árvore perene mantêm-se por um período de 3 a 4 anos, ocorrendo a floração entre Março e Abril. O fruto da azinheira, a bolota, amadurece em Novembro e a sua produção constitui a utilidade desta árvore. A bolota já fez parte da alimentação do homem, mas actualmente, o seu principal uso prende-se com a alimentação de porcos de produção artesanal, conferindo à carne um sabor muito apreciado.
    A medicina popular atribui à bolota propriedades curativas para diarreias e desinterias.
    A casca do tronco jovem, as folhas e as bolotas são ricas em tanino.

    Taxonomia:
    -
    Reino Plantae
    - Ordem Fagales
    - Família Fagáceas
    - Género Quercus
    - Espécie Quercus ílex
    - Subespécie rotundifolia

  • Parque dos Poetas
    Parque dos Poetas

    No Sítio dos Machados, junto à EN2, encontra um Parque de Merendas, dedicado aos poetas do Algarve, onde pode ler-se um pequeno excerto de uma poesia do poeta popular António de Sousa Rosa.

    “Calhou no mundo eu vir ver
    Nos Machados este cantinho
    Um poeta pode nascer
    No lugar mais pobrezinho”

  • Parque da Fonte Férrea
    Parque da Fonte Férrea

    Depois da aldeia do Alportel, siga em direcção norte e junto à EN2 – Estrada Património – encontrará o bonito Parque da Fonte Férrea, escondido no seio da Serra do Caldeirão. Eis o lugar ideal para uma paragem refrescante, em plena natureza. Faça uma merenda, caminhe, respire o ar puro da serra e não deixe de provar as águas férreas, conhecidas pelas suas qualidades durante séculos.

    Com excelente acesso, o Parque dispõe de equipamentos de apoio ao visitante, e acolhe anualmente diversos eventos.

AGENDA

PUBLICAÇÔES

Newsletter