Site Autárquico São Brás de Alportel

Jardim da Fonte Nova e Lavadouro

Projeto de valorização do património de São Brás de Alportel

"MEMÓRIAS DA TERRA- DA FONTE VELHA AO POÇO NOVO"
Projeto de valorização do património de São Brás de Alportel


CANDIDATURA PRODER - SUBPROGRAMA 3 - MEDIDA 3.2 – AÇÃO 3.2.1 - VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO RURAL


A reabilitação do antigo Lavadouro e da Fonte Nova, em pleno Centro Histórico; a requalificação da Fonte Velha e da Fonte da Mesquita e a reabilitação de um conjunto de caminhos, poços e fontes, na área serrana são algumas das intervenções previstas neste projeto de valorização do património rural do concelho.

“Memórias da terra” dá nome um novo projeto de valorização do património rural, que a Câmara Municipal preparou para concorrer à última fase de financiamentos do quadro comunitário de apoio ainda em vigor. Pretende-se dar continuidade a um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos pela autarquia, para preservar estas valiosas marcas do Passado, que constituem um importante elemento de identidade cultural e ao mesmo tempo um forte potencial turístico do município.

As intervenções abrangem um largo conjunto de antigos caminhos murados, fontes centenárias e todo um vasto património natural e imaterial, enquanto fatores de identidade e de atratividade do território. O projeto contempla intervenções em todo o território do município desde a serra ao barrocal, passando por sítios como Cova do Lobo, Peral, Mesquita, Bengado, Parises, Cabeça do Velho, Cova da Muda ou Javali, havendo até lugar para um estudo de arquitetura paisagista que incidirá sobre as intervenções em Fonte Nova, Fonte do Concelho e Poço Madruga, no bonito lugar de Parises.

A recuperação de alguns dos mais bonitos muros de pedra solta que se escondem na paisagem, a identificação de caminhos ancestrais, a valorização dos antigos poços e fontes, na serra do caldeirão, com tanta História por contar, a reabilitação da Fonte Velha, em Campina, da Fonte do Concelho ou da Fonte da Mesquita, lugares de tantas memórias; ou ainda a requalificação do antigo Lavadouro e Fonte Nova, em pleno centro histórico são exemplos dos trabalhos previstos neste projeto de valorização das Memórias da Terra.

No seu conjunto, a candidatura prevê um investimento próximo dos 150.000,00€, com um financiamento até 60%. Trata-se de uma candidatura apresentada ao Programa de Desenvolvimento Rural - PRODER, Subprograma n.º 3, Dinamização das Zonas Rurais, medida 3.2.,“ que diz respeito à melhoria da qualidade de vida” na vertente da “conservação e valorização do património rural”, edificado e constituinte da paisagem cultural, testemunho da presença do homem e da história do local.