Site Autárquico São Brás de Alportel

Falar Disso

Cooperação e Participação pelos Direitos e Saúde Sexual e Reprodutiva dos Jovens no Algarve

Projeto Falar Disso

Projeto de iniciativa da ECOS – Cooperativa de Educação Cooperação e Desenvolvimento, em parceria com a APF Algarve, IPDJ Algarve, ACES Central, DGEstE Algarve e várias outras entidades, organizações e associações de juventude, entre as quais a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de São Brás de Alportel.


O projeto “Falar Disso: Cooperação e Participação pelos Direitos e Saúde Sexual e Reprodutiva dos Jovens no Algarve” assume como principal objetivo a promoção da participação ativa dos jovens no desenvolvimento das medidas e estratégias, que são criadas a nível local e regional, na área dos Direitos e da Saúde Sexual e Reprodutiva (DeSSR). Através de processos de consulta à juventude e através da criação de espaços de diálogo e cooperação entre uma rede de atores a nível regional no campo dos DeSSR dos/as jovens.


Este projeto incluiu a criação de uma “Comissão Coordenadora Intermunicipal” composta por diferentes atores regionais nas áreas da Saúde, Educação e Juventude que se pretende que tenha um papel bastante ativo no planeamento das várias atividades, apostando num formato de construção coletiva e participativa do projeto. Esta Comissão poderá ser composta por entidades, direções, departamentos, escolas, gabinetes de apoio aos/às jovens, organizações, associações e grupos informais de jovens.

Os processos de consulta aos jovens foram realizados em diferentes formatos, desde entrevistas dirigidas, realização de focus group, simulação de assembleias, workshops artísticos, questionários on-line ou através outras metodologias de Educação Não Formal que privilegiam o processo de construção de propostas e recomendações de forma participada.

Além das reuniões entre os diversos parceiros e as sessões de informação e consulta aos jovens, foi realizado o 1º Festival de Direitos Sexuais do Algarve em Outubro deste ano onde foi possível aliar uma forte componente artística e cultural.

O projeto incluiu ainda a redação da publicação “Jovens no Algarve e os seus Direitos e Saúde Sexual e Reprodutiva”, que resultará da compilação de vários dados e informações acerca da situação atual da nossa região nesta área, incluindo também o descritivo dos vários serviços e oportunidades existentes e a apresentação das propostas finais obtidas através do processo de consulta.


Este projeto pretendeu ter uma forte componente de participação e cooperação entre as várias entidades e organizações a trabalhar nesta área, e de visibilidade e promoção das iniciativas e serviços já existentes, fomentando o diálogo, a aprendizagem conjunta e a criação de sinergias entre os diversos atores.

Agenda Jovem de Direitos Sexuais para o Algarve